Tradutor/Translate

Email

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Jose Luis Fernandez da AMD: "Há um mundo de diferença entre os gráficos integrados Intel e AMD"


Jose Luis Fernandez da AMD: "Há um mundo de diferença entre os gráficos integrados Intel e AMD"



imagem


site Chw teve a oportunidade de conversar com José Luis Fernandez,Engenheiro Sênior de Aplicação da AMD, que teve a gentileza de responder a todas as perguntas sobre o recente lançamento da APU Trinity, em sua versão como chips para PCs, disponível a partir de ontem para placas-mãe com soquete FM2.

Lançamento do Trinity para desktop

A primeira coisa consultada foi sobre o atraso no lançamento da APU Trinity  para PCs, enquanto o seu homólogo para notebooks está a vários meses no mercado

Enquanto não está claro o motivo específico da situação, já que uma série de fatores afetaram essa decisão, a explicação dada apelou a razões comerciais e planejamento do produto, já que a AMD também considera "ajudar aos partners a realizar a transição desta linha de produtos Llano", que finalmente responde à necessidade de limpar o estoque de gerações antigas antes de dar lugar a uma nova, porque "tecnicamente, Trinity para PCs estava pronto há algum tempo".

A estratégia da AMD

Depois disso, nos veio à mente perguntar sobre se era mais difícil de vender na área de PCs ou laptops.

"Há um mercado para ambos, e uma maior diversificação no mercado de mobilidade, que está crescendo mais rápido do que o PCs", disse Fernandez.

Frente a isso, nós questionamos se acaso a AMD estava mudando a abordagem com sua nova estratégia de produto, especificamente as APUs, deixando de lado as CPUs de desempenho para o setor entusiasta, com foco em chips que integramCPU+GPU.

A resposta foi um enfático "não", acrescentando que "não estamos diante de uma mudança de estratégia, já que tanto as APUs de segunda geração como os processadores FX de segunda geração compartilham o mesmo núcleo. A AMD não está deixando de lado o setor entusiasta".

O fator Windows 8

AMD dá grande importância à questão dos gráficos integrados, e perguntamos se talvez o Windows 8 com sua nova interface gráfica, Modern UI, ajudaria a impulsionar as vendas das APUs Trinity.

"Além do Windows 8, hoje tudo aponta e te leva aos gráficos. Muitas pessoas não percebem que o salto em desempenho entre gastar US $ 100 em uma placa de vídeo ou gastar US $ 200 é muito grande, embora que em CPU esse mesmo exercício não se nota tanto em desempenho".

"Fazemos foco nos recursos gráficos e a experiência do usuário, e a AMD sempre apoiou a Microsoft no desenvolvimento de novas interfaces de gráficas. Por exemplo, as APUs aceleram nativamente o HTML5 do Modern do Windows 8".

A competição: Intel

Outra coisa que não poderia passar foi conhecer a opinião da empresa em relação à sua rival, a Intel. Como é a competição após o lançamento das APUs Trinitypara PC?

Fernandez diz:

"A diferença de desempenho da CPU não tem impacto sobre a experiência do usuário" e, assim, justificam o foco em gráficos da AMD, apelando para uma melhor "educação do consumidor" os ajudará a perceber que as APUs AMD são uma plataforma capaz e equilibrada, que pouco tem a invejar a um computador comCPU Intel e placa gráfica dedicada.

E a grande questão: gráfico AMD APU ou integrados Intel Ivy Bridge"Há um mundo de diferença entre eles", disse José Luis.

Sobre os gráficos low-end

Outra questão que não poderia deixar de responder em primeira mão, relacionada com a importância que atualmente tem as placas de vídeo low-end  no mercado, supondo que o cliente preferirá comprar uma APU com gráficos integrados, em vez de uma CPU convencional junto com uma VGA econômica .

Fernandez indicou que a tecnologia Dual Graphics da AMD é fundamental, uma vez que "com as VGAs de baixo custo se pode emparelhar seu uso com os gráficos de uma APU, chegando a duplicar seu desempenho em jogos". Apesar de reconhecer que "existem modelos que devem ser aposentados, a maioria das VGAs AMD de porte médio-baixo permanecem válidas através do Dual Graphics".

A aceitação do mercado

Também foi perguntado sobre o sucesso ou fracasso que há mantido as APUs Trinity especificamente em sua versão móvel para equipamentos portáteis (notebooks).

"Eles tiveram uma boa recepção entre as montadoras".

"Enquanto na América Latina não chegaram com tanta força, nenhum equipamento, como os da Samsung, que estão vendendo muito bem. A HP também está entrando com três modelos, e devemos ver a chegada de um portátil HP ENVY com APU Trinity, já no final de outubro ou início de novembro", concluiu Fernández.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best CD Rates